A máfia da blogosfera
01
Ago 09
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 17:01link do post

Cedendo à pressão dos pequenos partidos, que em vez de voltarem as suas forças contra a Lei do Financiamento Partidário, quiseram, à boa forma bolchevique, impor a sua presença nos media e na ribalta da política; a ERC criou uma directiva que, entre outras coisas, obriga a que todos os partidos tenham o mesmo «tempo de antena» nas televisões privadas. Era uma directiva mais que provável, apesar de ser impensável num Estado democrático.

Esta é uma intromissão pornográfica na definição dos critérios editoriais de estações privadas que nada devem ao Estado. José Pacheco Pereira e Helena Matos já escreveram sobre o assunto e estão cobertos de razão. Tudo isto mostra apenas que os partidos políticos, mesmo os mais pequenos e incipientes como o MEP ou o MMS se estão a aproveitar da lei para impor situações que lhes são vantajosas, tomando o Estado de Direito como propriedade sua, olhando para o seu umbigo e desprezando qualquer princípio moral.
Contra esta directiva é preciso que não sejam apenas as televisões, rádios e jornais a revoltar-se, mas sim toda a sociedade. Ou isso acontece ou então mais vale começar a fabricar os telecrãs orwellianos.
Tag:

Aproveitar da lei?

Quer dizer, assim de repente parece-me que querem que seja aplicada um lei não me parece aproveitamento de nada.

Não se coloca se a lei é correcta ou não, coloca-se que existindo, ela pode e deve ser aplicada.

Ou pensas que utilizar todos os recursos legais que existem é prejudicial ao estado de direito?

Prejudicial é quando as leis não são aplicadas e só alguns têm direito a "viver".

Sabes que sou sincero e não me escondo, agora, no politicamente correcto, dai te poder dizer que estranho estes ataques a partidos pequenos fora do bloco central de interesses.

Parece que querer ser um partido "residual", nestes dias de poucas diferenças partidárias, é um ataque à democracia.

Daniel João Santos a 1 de Agosto de 2009 às 18:29

Sim, aproveitam-se do poder da lei e impõem leis que os favorecem de forma ilegítima. É isso um aproveitamento da lei.

Claro que se coloca se a lei é correcta ou não. Tenho todo o direito a discordar de uma lei.

E escuso-me a comentar a parte do «ataque a partidos pequenos», que já me lês há tempo suficiente para saberes que sou favorável a uma regeneração total do espectro partidário.

Tens o direito de concordar ou não com a lei, mas ela existindo não pode ser usada?

Impões leis?
Ou usam as leis que têm para aparecerem mais do que um roda-pé de telejornal?

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

arquivo do blogue
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar