A máfia da blogosfera
26
Abr 09
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 12:29link do post

Que engraçado!, pensei eu quando descobri o twitter. Nos primeiros dias andava coladinho ao bicho: conversas, discussões, verdadeiros debates, tudo muito micro, tudo muito passaroco. E descobri outros bloggers e não só que por lá pontificavam. Um mar de gente virtual, a escrever bilhetinhos com menos de 140 caracteres a um ritmo alucinante. Até tinha piada. Tinha.

Agora, depois de já ter passado o efeito novidade, olho para o twitter como uma eterna crise de diarreia, em todos os sentidos, caro leitor, em todos os sentidos. Sigo apenas sessenta e tal pessoas e tenho o cuidado de não seguir os twitterianos profissionais, aqueles que de trinta em trinta segundos lá se lembram de escrever um bilhetinho sobre nada, e ainda assim não consigo retirar nada dali. O amontoado de conversas paralelas, que a malta ainda não descobriu o e-mail ou o telemóvel, os pensamentos, os delírios, as provocações, as perguntas, as parvoíces e os puros disparates fazem com que eu ali apareça e logo tenha vontade de sair. Tenho uma má relação com o twitter, é verdade. Neste momento apenas o utlizo para discutir algum programa sobre o qual se adivinhe uma acesa discussão logo à partida e nada mais. É pena. Vejo imenso potencial no serviço. No entanto, aqueles que o usam para tudo e para nada acabam por o destruir.

Tag:

Também já só apareço de vez em quando.
Jorge Assunção a 26 de Abril de 2009 às 19:18

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

arquivo do blogue
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar