A máfia da blogosfera
30
Jul 08
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 13:23link do post | comentar
Por uma questão cultural, que obviamente não pode ser da responsabilidade de ninguém em particular, nas escolas portuguesas, os bons alunos são os "crânios", os "nerds" e os "geeks". Não é bom ser inteligente, o futuro não interessa, o que interessa é o presente: o estilo, as namoradas, a porrada, o estatudo. Isto deixa os alunos sem qualquer motivação para serem bons, dado que a recompensa está lá tão longe: na carreira. Ouso dizer que este é um dos motivos do insucesso. Felizmente, esta é uma situação alterável, basta apenas meter qualquer coisa no outro prato da balança e nada melhor que verdinhas. É verdade, soube (via Jumento) que a Nossa Senhora da Educação e o seu ministério, decidiram dar um prémio monetário que se destina a premiar o melhor aluno a acabar o secundário em cada escola. O prémio será bastante "jeitoso", sendo o valor 500€. Aplaudo. É evidente que é um passinho curto para aquilo que é necessário que é uma cultura que reconheça o mérito, no entanto, é um passo louvável. Continuo a achar, como já escrevi anteriormente no blogue, que tudo isto se deve à mentalidade e à cultura e nada melhor que atacar a montante: nos jardins de infância e nas famílias e, quem sabe, através da televisão que molda tanto as crianças desse Portugal imenso. De qualquer modo, palminhas Maria!

P.S.: ainda não tinha escrito nada aqui por já ter escrito em alguns comentários noutros blogues e, admito, alguma preguiça, de qualquer modo, acho ridículo aquilo que fizeram a' O Jumento. Apesar de muitas vezes não concordar com alguns pareceres que se escrevem no palheiro, a importância daquele blogue na blogosfera portuguesa é incontornável e só gente muito mal formada poderia ter "assinalado o blogue". Desejo boas mudanças para o wordpress Jumento, por ora eu vou ficando pelo blogger. Deixo aqui uma imagem original do Blogotinha e publicada também, adivinhem, n' O Jumento:


Eu até percebo a vossa perspectiva. Mas não se pode exigir a um jovem a mentalidade de um adulto. Quero dizer com isto que é óbvio que a função de um estudande é estudar, ninguém ousa dizer o contrário, no entanto, todos nós funcionamos por incentivos. Se somos incentivados a esforçarmo-nos mais, esforçamo-nos mais. Por exemplo, os prémios dados aos trabalhadores quando o seu trabalho excede aquilo que se lhe é exigido: a função de um trabalhador é trabalhar. Se para adultos é necessário promover este tipo de coisas para que trabalhem mais, imagine-se em crianças e jovens.

Concordo plenamente contigo roserouge quando dizes que é ridículo não acontecer nada aos pais que batem nos professores. É uma triste realidade esta em que os professores nem pelos alunos são respeitados. Noutros países, não muito longe do nosso, a cultura (que eu tanto refiro no texto) leva a que seja inconcebível um pai faltar a uma reunião que seja: cá, qualquer desculpa justifica uma falta. Isto para não falar do ridículo que é no Leste os alunos chumbarem, é impensável, enquanto que cá alunos chumbam 5 anos num mesmo ano. Tudo isto vai mal na educação, tem portanto de ser mudado. Não acho que os 500€ vao mudar tudo, mas é um small step...
Tiago Moreira Ramalho a 1 de Agosto de 2008 às 11:36

arquivo do blogue
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar