A máfia da blogosfera
19
Out 08
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 11:54link do post | comentar
Eu não gosto de me intrometer em guerras alheias, mas nesta faço questão de entrar. No Corta-fitas, foi pedida ao Paulo Cunha Porto alguma moderação no que escrevia dadas as suas inclinações totalitárias. Isto porque o Corta-fitas se supõe pelos seus autores um blogue livre e democrático. Ora, torna-se incompatível um blogue democrático ter como contribuidor uma pessoa que é contra essa mesma democracia. Ter o Paulo Cunha Porto no Corta-fitas é tão paradoxal como ter o Luís Rainha no Insurgente ou o João Miranda no Arrastão. Para além de tudo isto há que lembrar que um blogue é uma propriedade privada com possibilidade de consulta pública, o que dá todo o direito aos autores a decidirem o que lá se escreve. Eu acho que o Paulo Cunha Porto tem todo o direito a defender o que defende, apenas concordo com alguns corta-fiteiros quando dizem (ou escrevem) que se calhar aquele não é o sítio certo para o fazer.

Inteligente é pouco.

Acrescente-lhe "O Génio da Nova História da Monarquia Totalitária desde D. Afonso Henriques, e da da Boa Democracia da Censura, aos olhos da Lógica da Batata", sff.
zazie a 19 de Outubro de 2008 às 19:33

arquivo do blogue
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar