A máfia da blogosfera
07
Jun 09
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 19:34link do post | comentar

Este episódio, que por acaso aconteceu com Maria de Lurdes Rodrigues e Ana Drago, mas que poderia ter acontecido com qualquer outro deputado ou ministro, é sintomático da falta de capacidade de compreensão da natureza das instituições por parte de quem lhes pertence. Fiquei mais alerta para este fenómeno, que vou confirmando quase diariamente, com as crónicas do Henrique Raposo que denúncia de forma constante e muito acertada esta doença que a nossa democracia parece ter. Vemos aqui que em nenhum dos lados há um comportamento acertado. Ana Drago, deputada, tem de fazer perguntas concretas sobre o trabalho do executivo. Senhora ministra, que me diz sobre as 50 escolas e agrupamentos sem director. Questões eleitorais e tudo mais ficam à porta do Parlamento. A pergunta feita está completamente mal colocada. Quanto à ministra da Educação, que não deveria ter respondido como se estivesse num debate, porque ali não está a haver um debate mas sim um prestar de contas, esteve mal ao atacar directamente a deputada. Apesar de a pergunta ter sido despropositada, não continha propriamente uma ofensa. E mesmo que contivesse, nada justifica uma resposta assim. Nada justifica isso e nada justifica que um membro do governo vá ao Parlamento fazer perguntas aos deputados. Isso então é so mais absurdo a que se pode assistir. E, para mais, perguntas como as que foram colocadas. O Parlamento não é o Prós e Contras e quem nele está tem de compreender isto.

Ambas as senhoras tiveram um comportamento lamentável, mas nada a que não estejamos habituados. Desta vez foram elas.

Primeiro Aniversário: Faltam 3 dias

arquivo do blogue
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar