A máfia da blogosfera
09
Mai 09
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 12:19link do post | comentar

O J.M. Coutinho Ribeiro, com quem concordaria caso o texto fosse escrito noutro contexto, parece esquecer-se que a revisão à lei do financiamento dos partidos foi proposta pelo PSD e pelo PS e que todas as alterações que vieram foram feitas a partir de discussão na Assembleia da República. É por isso impossível que os deputados social-democratas, bem como os socialistas, não conhecessem o diploma. Refira-se ainda que a alteração proposta era muito coerente e muito bem feita e que as alterações à proposta foram feitas essencialmente à custa da Festa do Avante. Sim, é verdade, o Parlamento nacional faz leis gerais a pensar em casos específicos. Lamentável.


Caro Tiago Moreira Ramalho:
Não me passa, obviamente, pela cabeça que os deputados não tenham lido a lei. É uma questão de retórica. Mas isso não melhora - pelo contrário - a ideia que tenho sobre o assunto: leram e agora querem mudá-la? E é uma boa lei? E querem mudá-la?
Cumprimentos
J.M. Coutinho Ribeiro a 10 de Maio de 2009 às 01:42

O processo que levou a esta lei foi do mais estranho que pode haver.

A proposta do PS/PSD contemplava apenas algumas alterações e nem aumentava o 'dinheiro vivo'. O problema foi o PCP e a festa do avante e o Honório Novo que veio dizer que era impossível pagar-se tudo com cheque.

As alterações não foram propostas pelo PSD, logo, faz sentido que MFL de demarque delas, mesmo tendo aprovado as alterações no Parlamento. Igual declaração poderia ter feito José Sócrates...

arquivo do blogue
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar