A máfia da blogosfera
06
Mar 09
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 10:04link do post | comentar

 

(Clicar na imagem para ver a notícia)

 

Confesso que temo pelo futuro próximo do nosso país. Se analisarmos como começam a distribuir-se as intenções de voto, vemos uma extrema-esquerda com 20% das preferências, um PSD - que sempre achei o contra-peso das loucuras que se têm feito, apesar de ter cometido também muitos erros - com um peso muito baixo, abaixo do que foram os resultados de Santana Lopes em 2005 e uma única coisa boa: o PS perde a maioria absoluta e fica obrigado ao diálogo.

A situação é mais grave do que aquilo que pode parecer à partida. À conta do discurso demagógico e do aproveitamento sem escrúpulos das dificuldades de alguns para receber votos, a extrema-esquerda começa a ter um peso combinado que assusta e que só não assusta mais pois ambos os líderes querem poder, o que inviabiliza um entendimento.

É bom lembrar que Hitler foi eleito em 1933, não tomou o poder pela força, mas sim pelos votos. É bom lembrar estes detalhes do passado, para não cometermos os mesmos erros no futuro.

 

Adenda:

 

A minha comparação final levantou algumas "indignações" e um anónimo disse que era falso o que escrevi. Fui reler umas coisas e não fui rigoroso, é certo. Ora, como sou amigo da verdade, vou aqui colocar um scan de duas páginas do Resumo da História do Século XX, de Anne Carol, Jean Carrigues e Martin Ivemel:

 

 

(Clicar para ver maior e descarregar)

 

Do texto destaco dois excertos, um que mostra por que motivo fiz a comparação e outro que mostra por que fui pouco rigoroso.

 

«Enquanto os operários aderiram ao Partido Comunista (KPD), uma parte dos camponeses e sobretudo a pequena e média burguesia ligaram-se ao partido nazi. Este último propôs-lhes com efeito soluções simples e expeditas para a crise: anular as dívidas dos agricultores, lutar contra os judeus, combater o "capitalismo selvagem", renunciar às cláusulas himilhantes do tratado de Versalhes (...). Em Setembro de 1930 os nazis obtiveram 107 lugares no Reichtag (contra 12 em 1928) (...) em Julho de 1932, o NSDAP obteve 230 lugares em 607 e tornou-se o primeiro partido do Reichtag.»

 

Os bolds são meus, mas este excerto mostra duas coisas muito simples: tirando o discurso racista e xenófobe, as bandeiras eram muito semelhantes às da actual extrema-esquerda: "salvar a agricultura" (PCP) e combater o capitalismo (PCP e BE). Por outro lado, mostra a rápida ascensão do NSDAP, grandemente causada pela violência, é certo, mas também pela persuasão de muitas pessoas pela via da retórica.

 

«Von Papen [Chanceler entre Maio e Novembro de 1932] e alguns patrões como Krupp e Thyssen convenceram Hitler a assumir a chefia dum governo de coalizão (NSDAP e partidos de direita) e pressionaram Hidenburg a nomear Hitler Chanceler, em 30 de Janeiro de 1933.»

 

É certo que Hitler não se tornou Chanceler directamente devido às eleições, no entanto, quando se tornou Chanceler, o NSDAP já era o maior partido do Reichtag e a sua liderança deveu-se a uma coligação como tantas outras com os restantes partidos de direita.

São detalhes que fazem alguma diferença e, por isso, coloquei-os aqui. No entanto, não retiro a comparação, pois as semelhanças são mais que evidentes.

 


Desculpa lá, mas essa comparação (no último parágrafo) é descabida! :D
Eu preocupar-me-ia mais com a ascenção da extrema-direita (p.ex. PNR) do que com a extrema-esquerda, pois esta, apesar dos seus métodos questionáveis, visa a justa redistribuição da riqueza, enquanto que aquela é racista, xenófoba e genocida. :)
O CDS-PP é uma direita saudosista e demagoga sem o mínimo de credibilidade. Só serve os descontentes salazaristas...
Maldonado a 6 de Março de 2009 às 12:11

Maldonaldo:

Justa distribuição da riqueza, todos queremos. Eu não acho que haja pessoas com mais direito à riqueza que outras, razão pela qual me oponho à Aristocracia, como já algumas vezes aqui escrevi.

O problema são exactamente os métodos e o "ou vai ou racha" que os partidos da extrema-esquerda propõem apenas levam ao colapso das sociedades. Vê a URSS e o Grande Salto em Frente da China: dois exemplos do que é o socialismo com os seus "métodos questionáveis".

O Hitler, apesar dos ideais racistas que obviamente condeno, era um manifesto apoiante das ideias marxistas para a economia. Se Estaline tinha planos quinquenais, o Hitler tinha-os quadrienais.

Quanto ao CDS, concordo em parte. A sua génese baseia-se muito nisso, mas os jovens militantes, obviamente, não são saudosistas... O movimento democrata-cristão já teve o seu tempo...

Pois eu espero bem que sim, que tal como tu estes gestores de prémios milionários, empresários da treta e os tachistas do centrão comecem a ter medo. (embora por outros motivos, bem entendido)

O povo está genuinamente farto deste centrão ! O CDS vai viabilizar o governo de Sócrates e lá vão abaixo mais uns sobreiros... neste centrão ninguém é contra-peso , por isso o povo vira-se para a "extrema-esquerda", vêem aí o contra-peso .
manuel gouveia a 6 de Março de 2009 às 12:16

"É bom lembrar que Hitler foi eleito em 1933, não tomou o poder pela força"

Não é bom lembrar, até porque é falso. Hitler tomou o poder através daquilo a que os historiadores chamaram "Machtergreifung". As eleições decorreram no meio de um clima de intimidação levado a cabo por organizações nazis, mas ainda assim Hitler não foi eleito chanceler, chegando ao cargo em resultado de intrigas e golpes palacianos que fizeram com que Hindenburg, contrariado, o nomeasse chanceler.
Anónimo a 6 de Março de 2009 às 12:20

Caro Tiago, tenho enorme admiração pelos teus escritos.
Vou desabafar um bocadinho:

Desde pequenino que fui domesticado pela Social Democracia, à medida que crescia e não percebendo muito de Politicas, era o discurso com o qual mais me identificava; Era um discurso mais "pró", construtivo, mais elevado e fundamentado, em comparação com o discurso Socialista.

Agora com uma visão da vida mais madura e critica, não me revejo em nenhum Partido ou Politico. Já pensei em não votar, votar em branco, votar nas minorias. Surge a questão, em qual minoria? E por acaso hoje de manhã, surgio-me uma luz.

Esta sociedade de elite do bloco central, está podre, está esgotada. De um lado estão os Bandidos de Direita e de Esquerda que têm governado este país. Cuja forma de estar é: Parou! ninguem ábre o bico... sé me queimas, eu incendeio-te.

Do outro lado, está os que não sendo bandidos, são cobardes, são anestesiados, são fracos, tirão partido da bandidagem. Os Intelectuais honestos deste país são mt fracos, mt cobardes, para se deixarem subjogar por estes Bandidos da Treta.

E dada esta realidade caro Tiago, é preciso provocar e revolucionar a sério. O Ouro têm de mudar de mãos. Pode ñ ser para melhor, mas depois se ajeitará.

O Bloco é temido por todos os outros partidos. É o unico que pelo menos "estéticamente"( ñ é o termo certo, ñ sei definir) convençe. Com um bloco forte, a corja de Bandidos do bloco central, será corrida.. Poderão ir para lá outros, mas a mudança só pro si, será evolutiva.

De nenhuma outra forma acorrerá uma mudânça tão profunda e nessessária neste país.

Eu já só quero sentir Mudânça, porque ela por si só já é evolutiva, certo?! E quero sentir verdade no ar!!! O que não existe neste momento..

Por isso não só vou votar bloco cmo vou fazer campanha... Criar hi5, myspaces, grafitar as paredes, criar correntes de mails, criar blogs, por flyers á porta das igrejas...

E eu só quero Mudânça... mais nada!

Cumprimentos

Luso a 7 de Março de 2009 às 13:44

Obrigado pelo elogio inicial, é bom saber que há quem goste das palermices que por aqui escrevo.

Quanto ao desabafo. Se quer que lhe diga, partilho dessa quase frustração por não me rever seriamente em nenhum partido (às vezes surgem-me ideias loucas de criar um no futuro). No entanto, apesar de nenhum ser bom, recuso-me a aceitar que seja o pior a fortalecer-se! Verdade no Bloco? Não acredite nisso. O discurso do Francisco Louçã, que é economista, é não raras vezes de uma desonestidade intelectual que leva à manipulação. Colegas dele (académicos, portanto) já vieram até publicar artigos a desancá-lo por levar as pessoas a acreditar em coisas que não são verdade, a criar ódios irracionais contra, por exemplo, essa coisa do «capital». Lembremo-nos da convenção e da analogia dos coelhinhos: nunca ouvi nada tão mentiroso em política, a sério.

Eu também quero mudança, mas só gosto de mudar para melhor, porque para mudar para pior, mais vale ficar como estou.

Cumprimentos :)

Concordo plenamente. Mas uma grande ascenção do bloco nas próximas eleições, era o maior par de chapadas que o Povo podia dar à corja de bandidos que nos governa. Eles até tremiam. Talvéz pelos motivos maus que acaba de enumerar. Mas motivos esses, que o povo desconhece, lembrem-se!! E desconhece porque os intelectuais Honestos se deixam subjogar!!

Mas um Bloco forte seria um problema tão pequeno, tão fácil de ultrapassar. Bastaria para isso as outas opções, voltarem a ser crediveis e honestas... e 95% dos votos do bloco regressaria ás origens.

Para mudar de facto!! com as letras todas... É este o mal menor, de outra forma, terá de meter sangue...

Essa postura é tipica do comudamente insatisfeito, dos anestesiados e cobardes que se ouvem e leêm por ai. Que querem que as coisas mudem... mas apenas para mais proximo deles.

Mas a minha verdadeira critica já vai para a cobardia dos intelectuais inteligentes e honestos.. Estes devem ser espicassados, como quem espicassa Touros.. Abensoada crise que tão bem está a fazer este papel. Mt boa gente só fala pk lhes está a doer no bolso, caso contrário ñ s manifestava..

Agradeço a atenção dada ao comentário. Peço desculpa por fazer estas minhas criticas á sociedade em geral, neste blog pessoal.

cumprimentos e continuação do xcelente desempenho na blogoesfera.



luso a 7 de Março de 2009 às 20:10

Boas caro Tiago

Só uma pequena achega na linha do que disse e a justificalo.

http://jn.sapo.pt/Opiniao/default.aspx?opiniao=M%E1rio%20Crespo

;) cumprimentos
luso a 13 de Março de 2009 às 02:26

arquivo do blogue
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar