A máfia da blogosfera
07
Fev 09
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 14:38link do post | comentar

Gabriel Silva, no Blasfémias:

 

Como bem refere JMF hoje no Público, o que atrás é dito implicaria a conclusão inversa, isto é, exigia-se que não fosse atribuído ao Estado tal poder sobre a liberdade e privacidade dos cidadãos, pois que é este que tem o historial e a prática de continua violação e restrição dos direitos individuais.
Não tenho dúvidas que esta iniciativa (na linha de outras como as câmaras de vigilância na via pública), é o maior ataque á liberdade individual por parte do Estado dos últimos tempos. A questão base é mesmo a instalação do chip e a sua obrigatoriedade, pouco importando quaisquer alegadas «garantias» que por agora se enunciem. Alguém duvida que em momento posterior, face a assaltos violentos seguidos de fuga, raptos, ou simples alegações de ondas de criminalidade, insegurança ou outra treta qualquer, rapidamente não seria aprovado um decreto que permitisse o cruzamento de dados, a vigilância permanente, o traçar de percursos? E que depois tal seria paulatinamente estendido a todos, por «razões de segurança» e «interesse nacional»? A questão mesmo é obrigar a instalar os dispositivos, implantar os detectores e criar as bases de dados. Depois, tudo é possível.  Haja pretexto. Que nunca costuma faltar….

Primeiro Aniversário: The Big Brother Is Watching You!

O SIS tranquilizadoramente veio dizer que não está a escrutinar os magistrados encarregues de investigar o caso Freeport.

A propósito do chip, dir-nos-iam o mesmo.

Tranquilizadoramente.
PALAVROSSAVRVS REX a 8 de Fevereiro de 2009 às 15:03

arquivo do blogue
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar