A máfia da blogosfera
23
Jan 09
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 12:35link do post | comentar

José Sócrates é um indivíduo propenso ao mexerico. Primeiro, logo que se apresentou como candidato, foi o rumor de que era homossexual e amante do Diogo Infante. Depois veio a história da licenciatura, cujo diploma foi emitido a um domingo, dia em que até Deus descansa. Depois veio a eleição dos mais sexy do mundo e lá ficou ele em 6º lugar, o que, com aquele nariz, só pode ser explicado com um forte lobbying junto do El País. Agora voltam as acusações de irregularidades em relação ao Freeport.

Obviamente, a primeira foi rumor, a segunda ainda está mal explicada e a terceira foi fait-divers jornalístico. O que é problemático mesmo são as acusações de envolvimento em irregularidades. Não foram portugueses a criar a suspeita, tal como diz o Vasco Lobo Xavier, não surgiu em blogues ou na comunicação social. Surgiu em Inglaterra e está tudo a ser conduzido pela polícia inglesa, à qual pouco deve importar se o ano é de eleições ou não. A verdade é que se fosse na América, muito provavelmente isto constituiria um escândalo nacional que levaria à demissão do Primeiro Ministro. Mas estamos no Portugal do "inocente até que se prove o contrário", que significa, regra geral, inocente eternamente. Conspirações, só na cabeça de Sócrates e Santos Silva.

 

Comentário do Joaquim Santos (Palavrosavrvs Rex)

 

"O modo como Sócrates sempre lidou com a lepra que os factos ratazanais do seu passado acarretaram para a sua imagem, pressionando ou condicionando quem pôde, como foi vingativo com os professores ao instaurar irresponsavelmente nas escolas uma Sodoma e uma Gomorra com as impensáveis gonorreias da conflitualidade, do ADD ao ECD; o modo como gere agora sorridentemente este dossiê de iniciativa inglesa, mostra claramente em que conta tem os portugueses e a opinião inteligente dos portugueses: NENHUMA.

Se lhe tivesse visto alguma vez PRAZER em sujar-se de portugueses, de gente rente ao chão devido a políticas ou a infortúnios, a ter sensibilidade e experiência de outra coisa que esgueirar-se nos corredores do aparelho e nas tricas de partido, quem sabe se me não mereceria uma 'nova oportunidade'?!

ASS, Augusto Santos Silva, autêntico ministro nervoso da propaganda, espécie de Joseph Goebbels do seu führer, fuinhasmente defende o indefensável e argumenta o inargumentável. Os ingleses couldn't care less acerca das nossas eleições, embora tenham pena de nós com os crápulas desonestos que se alojam no Arco do Poder e desolaram o País em proveito próprio.

Em qualquer caso, aquela determinação sempre me pareceu e era apenas CRUELDADE e uma profunda Falta de Educação novo-riquista no pior dos sentidos.

Não podia cheirar pior, caro Tiago."


Apetece fazer um comentário baseado em palavras do «engenheiro». Em cada caso pode haver várias interpretações, ele tem a dele e essa é que será a válida... democraticamente, como diria o Hitler (ou não). Mas conte com maior dureza e inflexibilidade no próximo Governo!!!
Somos um País único.
Cada vez mais me convenço que nas eleições, a decisão mais correcta é entregar o voto em branco, ao menos poupa-se tinta.
Um abraço
A. João Soares a 23 de Janeiro de 2009 às 14:17

"Depois veio a eleição dos mais sexy do mundo e lá ficou ele em 6º lugar, o que, com aquele nariz, só pode ser explicado com um forte lobbying junto do El País. "

Muito bom Tiago! Concordo contigo e estás a escrever cada vez melhor parece-me.
Daniela Major a 23 de Janeiro de 2009 às 18:08

Obrigado Daniela, isso vindo de ti tem um certo significado especial, que já me aturas as asneiras há bastante tempo :)

O que se aguarda é que tudo seja esclarecido, falo do Freeport.

Evidentemente que por cá tudo acabará num bonito arquivado.
Daniel Santos a 23 de Janeiro de 2009 às 21:25

O modo como Sócrates sempre lidou com a lepra que os factos ratazanais do seu passado acarretaram para a sua imagem, pressionando ou condicionando quem pôde, como foi vingativo com os professores ao instaurar irresponsavelmente nas escolas uma Sodoma e uma Gomorra com as impensáveis gonorreias da conflitualidade, do ADD ao ECD; o modo como gere agora sorridentemente este dossiê de iniciativa inglesa, mostra claramente em que conta tem os portugueses e a opinião inteligente dos portugueses: NENHUMA.

Se lhe tivesse visto alguma vez PRAZER em sujar-se de portugueses, de gente rente ao chão devido a políticas ou a infortúnios, a ter sensibilidade e experiência de outra coisa que esgueirar-se nos corredores do aparelho e nas tricas de partido, quem sabe se me não mereceria uma 'nova oportunidade'?!

ASS, Augusto Santos Silva, autêntico ministro nervoso da propaganda, espécie de Joseph Goebbels do seu führer, fuinhasmente defende o indefensável e argumenta o inargumentável. Os ingleses couldn't care less acerca das nossas eleições, embora tenham pena de nós com os crápulas desonestos que se alojam no Arco do Poder e desolaram o País em proveito próprio.

Em qualquer caso, aquela determinação sempre me pareceu e era apenas CRUELDADE e uma profunda Falta de Educação novo-riquista no pior dos sentidos.

Não podia cheirar pior, caro Tiago.
PALAVROSSAVRVS REX a 25 de Janeiro de 2009 às 00:45

arquivo do blogue
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar