A máfia da blogosfera
17
Jan 09
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 10:32link do post | comentar

 

É óbvio o que esta capa pretente. Neste momento já percebemos que Manuela Ferreira Leite não tem o carisma necessário para bater o show-man que é o nosso Primeiro Ministro. Ora, então coloca-se a questão do sucessor. Quem deveria suceder Manuela Ferreira Leite?

Honestamente, penso que não deveria ser Pedro Passos Coelho o seu sucessor imediato. Neste momento PPC está numa ascensão gradual, está a mostrar-se como uma autoridade na política, mas ainda não o é. Não o conhecemos, não tem passado político, nunca foi Secretário de Estado ou Ministro. Pedro Passos Coelho é o Barack Obama de 2004: um projecto de futuro. Provavelmente será um óptimo candidato para 2013 (ou antes, algo me diz que mesmo que ganhe as eleições, o PS não conseguirá completar o segundo mandato: a megalomania paga-se cara, que o diga o Engenheiro António Guterres). Neste momento, a única pessoa que poderia "entrar, ver e ganhar em apenas quatro meses" é Marcelo Rebelo de Sousa. Tem o respeito de toda a opinião pública, o apoio de todos os quadrantes social-democratas. Tem um carisma muito capaz de competir com o de José Sócrates. Tem uma memória política invejável e seria muito bem capaz de colocar o PS numa situação complicada. Está, ao contrário de Pedro Passos Coelho, na altura certa. É um verdadeiro político. Teria o meu voto.


O PSD não inspira grande optimismo, devido às incoerências internas, em que predominam ambições de certos barões que apenas querem destruir. Em poucos anos sucederam-se os presidentes, que depois de serem escolhidos deviam ser considerados os melhores, mas mal entraram no gabinete deparam com uma oposição letal pronta a abatê-los no primeiro momento.
Sucedeu com o Marques Mendes, depois com o Luís Meneses e agoira com a Manuela F Leite.
Os militantes não sabem escolher o melhor; os militantes não aceitam o resultado de um escrutínio secreto, democrático. Como querem que os eleitores votem em quem é diminuído pelos barões?
A situação do maior partido da oposição, a alternativa ao PS, nas eleições que estão à porta, é muito grave.
Um abraço
A. João Soares (http://www.domirante.blogspot.com/)
A. João Soares a 17 de Janeiro de 2009 às 11:45

"Honestamente, penso que não deveria ser Pedro Passos Coelho o seu sucessor imediato."

Subscrevo. Mas tenho pena que Pedro Passos Coelho não tenha saido vencedor nas últimas eleições do PSD (onde teria mais tempo para se dar a conhecer).

PS: Na linha de um outro post do Tiago, o Semanário é outro dos que vem dar razão a Pacheco Pereira.
Jorge A. a 17 de Janeiro de 2009 às 14:52

Concordo excepto no Marcelo.

A actual direcção do PSD dá a ideia de um governo de gestão, que por ali vai flutuando, aguardando que chegue alguém que tome realmente conta da coisa.

Eu e muito sinceramente, não sei quem será.

Infelizmente a caras da renovação já ali estão há demasiado tempo para serem renovação.

Daniel Santos a 18 de Janeiro de 2009 às 10:12

arquivo do blogue
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar