A máfia da blogosfera
28
Jun 08
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 11:25link do post | comentar
Li n' A Câmara de Comuns um artigo do Paulo Ferreira sobre especulação ligada ao petróleo. Ao que parece, Manuel Ferreira de Oliveira (o CEO da Galp) atribui à especulação a escalada dos preços. Isto é estupidamente redundante. É óbvio que o que dita os preços não é mais nada que não a especulação, ou seja, o encontro entre a oferta e a procura.

O que acontece actualmente com o petróleo é que este é o único recurso energético realmente utilizado e os seus produtores formaram um cartel, ou seja, nem sequer há concorrência entre os produtores mundiais. Como em todos os casos de monopólio, a única hipótese é a opção por um bem substituível. Isso iria criar no mercado uma concorrência entre os dois produtos, o que levaria a uma quebra nos preços (lembremo-nos do antigo monopólio da PT e dos preços de telefone elevados, agora ninguém paga chamadas locais...). Felizmente, Ferreira de Oliveira parece saber isso:

"O fisco português, só do consumo dos produtos petrolíferos, vai receber seis mil milhões de euros este ano. Se parte deste dinheiro fosse usado para um novo paradigma energético, encontraríamos uma solução sucedânea", afirmou

Era efectivamente bastante bom que com o ISP que se anda a receber (que é quase um crime) se apostasse numa alternativa de uma forma séria e não apenas para inglês (e europeu em geral) ver. Uma outra forma de financiar essa investigação nas alternativas seria a aclamada Taxa Robin dos Bosques, que ao que parece vai mesmo para a frente, apesar de ser uma estupidez. Vamos ver se qualquer dia este monopólio acaba e começamos a usar carros movidos a chá.


arquivo do blogue
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar