A máfia da blogosfera
27
Jun 08
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 09:33link do post | comentar
N' A Câmara de Comuns li um artigo sobre a educação no mundo e sobre a posição dos escandinávos nos rankings mundiais. Pelos vistos os escandinávos são os jovens mais brilhantes do mundo.

Eu não penso assim. Os escandinávos não são nenhuma raça superior em inteligência. O que acontece é que nos países escandinávos (bem como noutros, como os do Leste europeu e no Japão, por exemplo), os alunos sabem que na escola é para trabalhar e, na altura de trabalhar, sabem fazê-lo. Isto não é só por causa de políticas educativas fantásticas e por causa de governos excepcionais. Isto é principalmente causado pela própria cultura do país. Enquanto que em Portugal os miúdos vão para a escola porque tem de ser e ficam lá a "secar" até tocar, nesses países os alunos vão para a escola "aprender", "trabalhar". Talvez, admito, haja um maior interesse por parte dos alunos nessa aprendizagem por causa de determinados factores: o leveza na relação aluno-professor (tratam-se pelo nome), talvez tenham matérias mais interessantes e, portanto, uma relação com a escola bem mais saudável. Mas isso não pode ser o único factor porque, por exemplo, no Japão tudo é extremamente rígido e eles são brilhantes à mesma.

Para mim, a solução passa, exactamente, pela mudança de mentalidades. Passa por mostrar aos jovens que a escola é importante, é o trabalho deles e que o que eles ali estão a fazer vai determinar o seu futuro. Esta mudança de mentalidades não se faz no secundário! Começa-se pelo sempre negligenciado ensino pré-escolar. Começa-se com pequenas coisas! Mania esta dos portugueses começarem as casas pelo tecto...

arquivo do blogue
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar