A máfia da blogosfera
22
Jul 08
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 21:18link do post | comentar
Nós os portugueses somos muitas vezes considerados avessos à mudança. Até podemos sê-lo no geral, mas em relação à educação não há quem mude tanto e tantas vezes como nós. É muito bom mudar e quando é para melhor é excelente, o problema é que com mudanças tão frequentes é impossível avaliar se tais mudanças são realmente benéficas. Vou dar um exemplo. Um aluno que tivesse feito o básico há quatro anos teria um horário completamente diferente de um aluno que faça o mesmo ano de escolaridade agora. Entre introdução de disciplinas, retirada de outras e alteração de horas semanais para outras tantas, o que se aprendia há uns meros quatro anos é completamente diferente do que se aprende agora. Quem me diz qual é a melhor situação? Ninguém, porque é simplesmente impossível avaliar. Mas este não é o único problema. Os próprios professores devem ter dificuldades enormes para se adaptarem aos novos programas, principalmente os professores de disciplinas de exame. Novo exemplo. No ensino secundário os alunos têm de escolher disciplinas opcionais. Se por acaso numa escola houver alguma disciplina que não abra há dois, três ou quatro anos, não há professor nenhum que esteja apto a leccioná-la, simplesmente porque os programas mudaram completamente. Eu não digo que se deva manter tudo intacto para sempre, digo apenas que é preciso dar tempo a uma medida para que depois ela seja avaliada e um número quase infinito de medidas excelentes pode ter um efeito preverso tremendo.

arquivo do blogue
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar