A máfia da blogosfera
30
Jun 08
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 11:05link do post | comentar

Ás vezes dou por mim a pensar nos economistas de Bruxelas como cozinheiros. Têm livrinhos de receitas para tudo. A inflação sobe? Trata-se de aumentar as taxas de juro! Isto não é sempre assim...

É verdade que neste momento a inflação na Zona Euro está a atingir valores recorde, no entanto, essa é uma inflação virtual porque as suas causas são apenas o aumento do petróleo e dos produtos alimentares, sendo que nenhum é causado pela Europa. Um aumento das taxas de juro é um mecanismo para a diminuição das taxas de inflação quando estas se aplicam a todos os produtos, não quando se aplicam a apenas alguns. Um aumento das taxas de juro incentiva as pessoas a poupar, aproveitando maiores ganhos. Assim, ao poupar, as famílias consomem menos, havendo, portanto, uma menor pressão sobre os preços - inflação. No entanto, as pessoas não abdicam de alguns consumos, nomeadamente, a alimentação e o transporte. Já o amigo Engel nos dizia (é certo que por outras palavras) que comidinha nem em casa de pobre falta... Um aumento das taxas de juro pode levar a diminuição do consumo de tudo e mais alguma coisa menos de produtos alimentares e de produtos petrolíferos, assim, a procura de produtos que não contribuíram para esta inflação vai baixar e a procura de produtos que contribuíram vai manter-se (aposto que a inflação virtual, por este caminho, ainda vai aumentar mais!).

Um aumento das taxas de juro, nesta conjuntura, vai levar a que os produtores de bens e serviços que não contribuíram para o aumento da inflação diminuam as vendas, ou seja, diminuam as receitas. Por outro lado, vai levar a que os investidores recorram menos ao crédito bancário, ou seja, o investimento começa a desacelerar. Se calhar seria conveniente pensar nos fenómenos económicos pondo de parte os livros de receitas...

arquivo do blogue
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar