A máfia da blogosfera
26
Out 08
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 14:07link do post | comentar
O primeiro-ministro quer aumentar o ordenado mínimo para 450€. À partida isto é uma notícia fabulosa, convenhamos que 400€ não permitem a ninguém um nível de vida normal para os padrões actuais. A questão é que a proposta surge numa altura de profunda crise económica da qual se espera advir um surto de desemprego como há muitos anos não se vê (o próprio José Sócrates disse isto). Numa situação económica como a actual e com os investimentos a nível mundial a contraírem-se, a pior coisa que podemos fazer é aumentar o ordenado mínimo, pois seremos menos competitivos e menos empresas estrangeiras virão para Portugal e as que já cá estão rapidamente irão para o paraíso da Europa Oriental. As contas são simples, pensem numa pequena empresa têxtil, com 200 empregados. Pensem agora num aumento de 50€/mês para todos esses empregados. São mais 10.000€ de gastos mensais, 140.000€ de gastos anuais extra. É difícil imaginar uma vaga de falências? Eu antes preferia 400€ na mão que 450€ a voar, mas o socialismo moderno que José Sócrates tanto defende parece preferir o contrário...

Tiago, o ordenado mínimo actual não é 400 euros pelo que essa empresa têxtil de 200 empregados não vai ter esse diferencial de 10.000 euros mensais na massa salarial...
Al Kantara a 26 de Outubro de 2008 às 22:56

Ai é é Al. Para ser mais preciso é 403€, pelo menos a atentar ao que os nossos governantes dizem. O objectivo é chegar aos 500€ nos próximos 2 ou 3 anos...
Tiago Moreira Ramalho a 27 de Outubro de 2008 às 08:18

Tiago, o salário mínimo, desde 1 Janeiro de 2008 é de 426,00 euros. (403,00 é, salvo erro, o valor do IAS que é o indexante sobre o qual se calculam as prestações sociais e os descontos para a segurança social).
Al Kantara a 27 de Outubro de 2008 às 10:29

Correcção : 403,00 euros era o salário minimo em 2007.
Al Kantara a 27 de Outubro de 2008 às 20:51

arquivo do blogue
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar