A máfia da blogosfera
05
Nov 08
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 21:10link do post | comentar
Hoje deu-se algo de histórico em Portugal: os alunos do básico e secundário organizaram-se e foram para a rua manifestar-se contra o Estatuto do Aluno. Em todo o país contabilizam-se alguns milhares de alunos nas ruas, poderiam ser muitos mais não fossem os pais retrógrados que não se interessam pelas questões que afectam os filhos e para quem a assiduidade é um valor absoluto e não fossem também as faltas injustificadas dado o facto de os alunos não terem aos olhos da lei o direito à greve. Uma palavra de apoio deste blogger de pequena dimensão a todos vocês.
Agora uma palavra ao Dr. Valter Lemos. Que queira fingir que tudo isto foi uma brincadeira de crianças e que tudo está bem, é lá consigo. Mas mentir deliberadamente à televisão e aos jornais dizendo que as medidas correctivas previstas no Estatuto são unicamente para faltas exclusivamente injustitificadas e que alunos que faltem por doença não chumbam é inaceitável. Das duas uma: ou não conhece o diploma que supostamente redigiu ou pura e simplesmente não é digno de ser membro do governo português.

03
Nov 08
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 08:39link do post | comentar
Dá gosto ver os políticos preocupados com as coisas práticas da vida. Viva o magalhães!


publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 07:48link do post | comentar
O BPN foi nacionalizado. Meu Deus que a crise à séria chegou a Portugal! Nada disso. O BPN para além de ser um banco de reduzida dimensão no contexto nacional está numa situação excepcional. O que levou o BPN a ter todos estes problemas foram as várias práticas ilegais que por lá se desenrolaram nos últimos quinze anos. Neste momento o BPN encontra-se numa situação de falência técnica que impossibilitaria o banco de permitir aos depositantes levantar o seu dinheiro. O que vai acontecer agora é que os contribuintes vão pagar 700 milhões de euros em prejuízos, mas ao menos o país não fica num sufoco. Vamos ver é se não acontece isto.

«O governador do Banco de Portugal fez o historial das operações do BPN, algumas das quais ilegais, que conduziram à actual situação. Vítor Constâncio disse que “foram abertos seis processos de contra-ordenação contra o BPN, em Junho, na sequência da descoberta de operações clandestinas”. O governador do Banco de Portugal disse que as autoridades descobriram que parte das operações que não constavam da contabilidade do banco foram feitas através do Banco Insular, de CaboVerde, e de “um balcão virtual”. Constâncio referiu ainda que a intervenção da Procuradoria Geral daRepública (PGR), “na sequência de uma denúncia do banco central há alguns meses e da entrega de documentos há poucos dias”, poderá ter prejudicado ainda mais a já instável situação do banco, pelo que a intervenção estatal se tornou inevitável. (...)»


02
Nov 08
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 20:53link do post | comentar | ver comentários (4)
No Portugal Contemporâneo está uma sondagem a decorrer para eleger o melhor blogger nacional de 2008. Concordo com muitos nomes que lá estão, também é certo que tiraria muitos, mas penso que os seguintes fazem lá falta.

Pedro Correia. É um dos meus bloggers favoritos, senão mesmo o meu blogger favorito. Escreve regularmente no Corta-fitas e a sua mente aberta e o seu desprendimento partidário permitem um comentário lúcido às questões mais importantes. É quase pecado não o ter numa sondagem como esta.

Tiago Barbosa Ribeiro. Escrevia no Kontratempos e agora mudou-se para o País Relativo. Discordo de muitos dos princípios dele, principalmente da sua definição de "social-democracia" (segundo ele a minha definição parece tirada de um livro de História do século passado, escrito pelo Bernstein). Tenho também pena que defenda cegamente algumas decisões socialistas, mas a sua qualidade enquanto blogger, a sua capacidade argumentativa e a beleza da prosa são inquestionáveis.

Pedro Sales. Escrevia no Zero de Conduta e mudou-se para o (neo)Arrastão. É assumidamente de esquerda, mesmo muito. Discordo de muitas das suas posições, no entanto é coerente no discurso e faz uma coisa louvável: uma pesquisa imensa sobre os assuntos. É para mim impressionante a quantidade de relatórios, gráficos e artigos que o Pedro Sales desencanta para fundamentar o que escreve.

Desidério Murcho. É o filósofo de serviço. Escreve há bastante tempo no De Rerum Natura, criou este ano, juntamente com outros filósofos, o Crítica Blog, o blogue da revista online Crítica na Rede, e é cronista do Público. A sua argumentação irrepreensível, a qualidade da escrita, o bom humor e a sua visão arrojada da realidade fazem dele, para mim, um dos melhores bloggers nacionais, apesar de se encontrar no Brasil.

Tomás Vasques. Assina o Hoje há conquilhas, amanhã não sabemos, um dos meus blogues favoritos. Só tem um pequeno defeito: o de não permitir comentários, coisa que acho imprescindível quando se publica uma opinião. Novamente é a qualidade dos escritos e a capacidade argumentativa que me fazem escrever aqui o seu nome. Para além disso, o estaminé é francamente bonito.

Álvaro Santos Pereira. Economista radicado no Canadá, autor do Diário de um Deus Criacionista e do Mitos da Economia Portuguesa. Assina o Desmitos, onde no meio de análises económicas bastante acertadas, sempre bastante fundamentadas com todo o tipo de informação estatística coloca uns pozinhos de um tímido comentário político.

Desse-se o caso de eu ter um desses blogues com centenas de milhar de visitas no contador e faria eu mesmo uma sondagem. Como não é o caso, acho desnecessário colocar o formulário na barra da direita e, por isso, trato de propor a quem tem as centenas de milhar de visitas e a quem já tem o formulário feito, o que já não é nada mau.

publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 11:54link do post | comentar
Uma piada sobre as coisas "modernas" do nosso dia-a-dia.

SABES QUE ESTÁS A FICAR UM LOUCO DO SÉCULO XXI QUANDO:

1. Envias um e-mail ou usas o GTalk para conversar com a pessoa que trabalha na secretária ao teu lado;
2. Usas o telemóvel na garagem de casa para pedir a alguém que te ajude a levar as compras;
3. Esqueces o telemóvel em casa (coisa que não tinhas há 10 anos atrás), ficas apavorado e voltas para buscá-lo;
4. Levantas-te pela manhã e quase que ligas o computador antes de tomar o café;
5. Conheces o significado de tb, qd, cmg, mm, dps, k, ...;
6. Não sabes o preço de um envelope comum;
7. A maioria das anedotas que conheces, recebeste por e-mail (e ainda por cima ris sózinho...);
8. Dizes o nome da tua empresa quando atendes ao telefone em tua própria casa (ou até mesmo o telemóvel!!);Digitas o '0' para telefonar desde tua casa;
10. Vais para o trabalho quando está a amanhecer, voltas para casa quando anoitece de novo;
11. Quando o teu computador pára de funcionar, parece que foi o teu coração que parou;
11. Estás a ler esta lista e a concordar com a cabeça e a sorrir;
12. Estás a concordar tão interessado na leitura que nem reparaste que a lista não tem o número 9;
13. Retornaste à lista para verificar se era verdade que faltava o número 9 e nem viste que há dois números 11;
14. E AGORA ESTÁS A RIR DE TI MESMO!!!
15. Já estás a pensar para quem vais enviar esta mensagem;
16. Provavelmente agora vais clicar no botão 'Reencaminhar'... é a vida...que mais poderias fazer?... foi o que eu fiz também...Feliz modernidade.

publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 08:01link do post | comentar
A esquerda portuguesa recebeu um presente de Deus há duas semanas atrás. Dia 13 de Outubro Paul Krugman, um economista americano, recebeu o prémio de ciências económicas atribuído não pela Real Academia das Ciências sueca, mas sim pelo Banco Central da Suécia. Na televisão disseram que este desconhecido dos portugueses defendia direitos para trabalhadores e a intervenção do estado na economia e logo se deu um surto de felicidade na nossa parvónia. Felicidade nos rostos e nas teclas dos teclados dos computadores, que nos blogues desse Portugal fora só leio verdadeiras Odes à mudança da ordem económica a nível mundial e à justa atribuição de um nobel a um socialista. Tolices. Paul Krugman em Portugal não caberia em nenhum dos partidos políticos, simplesmente porque a esquerda de Paul Krugman é a esquerda da América, o que é uma coisa complicada de compreender. Para ilucidar um pouco o caro leitor, Paul Krugman nas suas teorias defende um modelo de produção em escala, ou seja, a existência de gigantescos grupos empresariais e industriais por forma a reduzir os custos nas trocas internacionais. Que me lembre isto foi condenado na última conferência do PCP e na anterior e na anterior e na anterior. É verdade depois que Paul Krugman defende que as desigualdades sociais devem ser minimizadas, principalmente ao constatar-se que nos últimos dez anos nos EUA a diferença entre os mais ricos e os mais pobres tornou-se simplesmente absurda. No que respeita ao sindicalismo, Paul Krugman defende apenas um "back to the old times", defendendo uma situação como a que existia antes de Bush que, segundo o economista, aumentou fortemente as barreiras às associações sindicais, o que deixou as massas assalariadas sem poder de negociação.
Admito que Paul Krugman não é propriamente um completo liberal, mas é inconcebível olhá-lo como um economista de esquerda.


publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 07:46link do post | comentar | ver comentários (1)
Toda a vida ouvi aquela velha conversa de que "o estado é o melhor patrão". Quem procurava uma vida estável, com um ordenado mediano, mas seguro, ingressava (e ainda ingressa) na função pública. É engraçado agora ouvir que o "estado é o pior cliente". Pelos vistos o estado compra fiado e é daqueles que só paga lá para o meio do ano que vem, coisa que muito choca o engenheiro José Sócrates que em três anos nunca tinha reparado neste facto e que vai agora tomar medidas urgentes dada a necessidade absoluta de pagar as dívidas no cenário de crise financeira. É para mim mais um episódio de fogo-de-vista. Depois do plano de emergência para as famílias e do plano de emergência para as empresas, o governo português cria o plano de emergência "pagar o que deve". Há duas hipóteses: cumpre a tradição e deixa as empresas mais uns meses à espera ou renova e finalmente cria um plano de emergência que realmente actua no imediato. Espero para ver.

publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 07:28link do post | comentar
O Blog Catita desta semana é o Correio Preto. Eu sou apaixonado por aquele "blog-bebé". Tem tudo. Uma boa escrita, geralmente curta, um aspecto gráfico invejável e de uma originalidade rara nos blogs que por aí vejo. O prémio há-de chegar-vos a casa em correio normal.


01
Nov 08
publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 09:32link do post | comentar | ver comentários (2)
Muita gente anda a falar da manifestação nacional dos professores de dia 8. Mas há uma greve/manifestação que vem antes, dia 5 e da qual ninguém fala. É a manifestação dos alunos contra o novo regime de faltas presente no novo Estatuto do Aluno. Profissionais organizados através de instituições sindicais para se manifestar é usual, mas alunos sem qualquer tipo de sindicato organizarem-se por livre e expontânea vontade para protestar contra aquilo que acham ser injusto e quase criminoso mostra que algo vai mal por esses recreios.

publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 09:09link do post | comentar

Ao longo dos anos habituei-me às imagens de como é o Dia das Bruxas americano. Uma festa. Crianças que esperam o ano inteiro por aquilo, qual Natal, e no dia mascaram-se, saem à rua, batem às portas, partem ovos, gastam papel higiénico, comem doces e são felizes. Por cá nunca houve esta tradição. E quem disser que é por estarmos em grandes cidades e as pessoas que se desengane porque no interior das aldeias, das vilas, também não se faz disto. Pelos vistos muitas pessoas já constataram esta realidade e, por isso, tentam "criar-se" tradições, mascarando forçadamente as crianças nas creches, fazendo "casas assombradas" e coisas que tais. Gostava tanto que um dia um bando de crianças mascaradas de Frankenstein me viessem bater à porta pedir os doces que eu teria guardados num grande pote junto à entrada.

publicado por Tiago Moreira Ramalho, às 09:04link do post | comentar
Tenho sido um padrinho do mais desleixado que se pode ser, este meu Afilhado andava a pedir uma maior participação e, agora que tudo está mais calmo, voltei!

arquivo do blogue
2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar